quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Meus passos eram largos apesar de minhas pernas serem curtas, não sei ao certo se eu estava ansiosa, com medo ou apenas louca para que aquela tortura acabasse - Já se passaram dois meses e a minha vida agora não merece essa denominação, talvez uma subvida como a de uma árvore ou menos que isso porque as árvores são úteis as pessoas e agora que ele se foi não sou importante pra ninguém –. A porta do banheiro está entreaberta e é sua meia luz que ilumina o quarto, me aproximei e a abri com cuidado como se não quisesse assustar alguém que estava ali dentro só que não havia ninguém ali era o banheiro vazio de sempre... o espelho estava riscado com creme de barbear “não quis te acordar,querida, você estava dormindo linda como sempre. Eu te amo” - aquelas foram suas últimas palavras dirigidas a mim porque naquele dia ele não voltou para casa, foi um acidente tão terrível onde não sobrou nada dos dois carros – enquanto passava meus dedos delicadamente, para que não se apagassem de vez, sobre cada palavra, e quando olhei no espelho eu vi meu rosto e já não reconheci... onde estava a mulher linda de quem ele falava? Eu não a via, via uma mulher magra com pele oleosa a cabelos mal tratados, uma mulher fraca, aquela mulher não era eu. Peguei a gilete que estava em cima da pia, encostei em meu pulso e a medida que ia criando coragem colocava força então começou a sangrar, fechei meus olhos para colocar mais força e dá um fim aquela mulher que eu não conhecia.
- Mamãe, o que você tá fazendo? – meus olhos se abriram, eu conhecia aquela voz. Era o meu filho, minha irmã estava cuidando dele enquanto eu me escondia no meu egoísmo, a minha loucura chegou ao ponto de não pensar no que havia de mais importante na minha vida.
- Nada, meu amor. Eu abracei e chorei encontrando ali as minhas forças que havia perdido... aquele era o meu fruto, o nosso fruto.

















- Agatha Rodrigues.


Texto escrito para o Bloínquês - edição musical. ^^

escrevi dois finais diferentes para essa história, mostrei para três pessoas e duas delas escolheram esse... um tanto quanto clichê :)

1º lugar *--* Edição Musical

4 comentários:

  1. -Pq esses dois são muito mimimi :D

    gosteii mas preferia o final que eu escolhi

    ResponderExcluir
  2. Ai, essa foto me deu uma dor só de olhar...Que triste o final, Agatha :~~
    ;*

    ResponderExcluir
  3. Olá! Boa Tarde, será que posso te pedir um favorzinho e em troca te darei um sorriso? =)
    Entra no meu blog?

    http://primeiro-livro.blogspot.com/

    Obrigada! Ah, e fique de olho! Teremos um super concurso de final de ano lá (vale prêmios)! Espero que participes! Tem talento!

    Abraços,

    *Amanda*

    Uii, ia me esquecendo do sorriso que te prometi!
    Aqui vai ele! >>>> =)

    ResponderExcluir
  4. Super lindo o texto e eu gostei do final também Agatha *-*

    ResponderExcluir